Varizes

Varizes são veias dilatadas. Qualquer veia pode se tornar varicosa, mas as mais comumente afetadas são as das pernas e pés, pois permanecer em pé aumenta a pressão nas veias da parte inferior do corpo.

Para muitas pessoas, varizes e vasinhos – uma variação comum e leve de varizes – são simplesmente uma preocupação estética. Para outras pessoas, varizes podem causar desconforto e levar a problemas mais graves.

As varizes também podem sinalizar um maior risco de outros problemas circulatórios. O tratamento pode envolver medidas de autocuidado ou até mesmo cirurgia.

Sintomas

As varizes podem não causar sintomas. Mas, quando ocorrem, os principais sintomas são:

  • Dor em peso nas pernas
  • Ardência, dores musculares e inchaço nas pernas
  • dor que piora após permanecer sentado ou em pé por um longo tempo
  • Coceira em torno de uma ou mais veias
  • Sangramento de varizes
  • mudanças de cor, endurecimento da veia, inflamação da pele ou úlceras da pele próximas ao tornozelo
Causas

Na circulação, as artérias levam o sangue do coração para os órgãos e tecidos e as veias, por usa vez, trazem o sangue de volta para o coração. Para promover o retorno venoso do sangue ao coração, as veias das pernas precisam vencer a força da gravidade. A musculatura da panturrilha age como bomba da circulação, comprimindo as veias da perna e auxiliando no retorno venoso. Pequenas  válvular no interior das veias impedem que o sangue flua no sentido inverso, a favor da gravidade, por exemplo.
Causas de varizes podem incluir:

  • Idade: Com o tempo, as veias perdem a elasticidade podem se dilatar. Isso acaba dilatando as válvulas internas, que passam a não funcionar adequadamente e permitem que o sangue reflua para trás.
  • Gravidez: Algumas mulheres grávidas desenvolvem varizes. A gravidez aumenta o volume de sangue circulante, mas dificulta o retorno do sangue das pernas devido ao volume uterino. AS alterações hormonais da gestação também desempenham papel no desenvolvimento das varizes. As varizes que se desenvolvem durante a gravidez, em geral, melhoram sem tratamento médico de três a 12 meses após o parto.

FATORES DE RISCO
Esses fatores aumentam o risco de desenvolver varizes:

  • Idade: O risco de varizes aumenta com a idade, porque o envelhecimento provoca o desgaste das válvulas das veias que ajudam a orientar o fluxo sanguíneo adequadamente. Eventualmente, esse desgaste faz com que as válvulas permitam o refluxo (fluxo inverso) de sangue nas pernas.
  • Sexo. As mulheres são mais propensas a desenvolver varizes devido às alterações hormonais durante a gestação e mesmo ao longo do fluxo menstrual, pois os hormônios femininos provocam relaxamento das paredes das veias. O uso de terapia de reposição hormonal ou pílulas anticoncepcionais também podem aumentar o risco de varizes.
  • Tendência genética. Pessoas que tem um dos pais com varizes tem 50% da chance de também tê-las. Já se forem ambos os pais, esse risco sobe para 80%.
  • Obesidade. O excesso de peso sobrecarrega as veias da perna.
  • Permanecer em pé ou sentado por longos períodos de tempo: isso prejudica a circulação do sangue.
Complicações

Complicações das varizes, embora rara, pode incluir:

  • Úlceras. Úlceras muito dolorosas podem surigir próximas às varizes, especialmente nos tornozelos. Essas úlceras são causadas pelo acúmulo de líquido a longo prazo nestes tecidos, causado pelo aumento da pressão do sangue dentro das veias afetadas.
  • Trombose venosa ou tromboflebite: A estase de sangue nas pernas pode provocar a formação de coágulos dentro das veias.
  • Sangramento. Ocasionalmente, as veias muito próximas da pele podem romper, provocando hemorragias.